Mãos à Escrita
Jornal do Agrupamento Professor João de Meira
Pesquisa

Meu querido D
Por Emilia Lemos (Professora), em 2014/12/17368 leram | 0 comentários | 123 gostam
História usando a regra da letra obrigatória, proposta no âmbito do texto trabalhado em contexto de sala de aula, de António Feliciano Castilho, "Método Castilho", Imprensa Nacional, 1853 (adaptado).
Letra obrigatória: D

Meu querido D

De tarde, Daniel despede-se da Diana e dirige-se diretamente para a direita em direção ao dentista para tirar o dente.
Diariamente descreve tudo o que sente no seu diário, ou seja, dia após dia, e decidiu adiar a ida ao dentista para não desperdiçar o lindo dia.
O Dr. Dinis, que é o dentista, ficou desesperado e desmarcou a consulta de tão abatido que andava.
De seguida, Daniel descobriu onde podia adquirir os damascos que adorava deglutir.
-Nham!!!! Que delícia! - devorou-os e deitou-se a redigir no seu delicado e prezado diário.
Um dia depois ficou apavorado quando distinguiu uma desmedida dor no seu dente:
-Ai, ai, que dor horrenda!!! - declarou Daniel todo dorido.
Foi aí que descobriu que não devia adiar a ida ao dentista e, pediu à sua amada mãe para agendar o atendimento no dentista e admitiu que, aquando uma dor de dente abundante, devemos deslocar-nos ao dentista!!!


Luna Teixeira 4º C -Prof. Emília Lemos

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário