Mãos à Escrita
Jornal do Agrupamento Professor João de Meira
Pesquisa

A ILHA DE TIMOR
Por Manuela Ribeiro (Professora), em 2014/02/232492 leram | 0 comentários | 167 gostam
Depois de ler o texto “A ilha de Timor” decidi fazer uma pequena continuação. Espero que gostem. Já agora posso apresentar-me. Chamo-me Francisco e tenho 10 anos. Estou na turma E do 5º ano.
Mais tarde, o rapaz pensou em fazer uma linda casa, num local onde a água fosse abundante e onde pudesse descansar à vontade. Pôs-se então à procura. Achou alguns locais interessantes, mas quando olhou para a montanha mais alta da ilha ficou estupefacto. Aquele lugar era o ideal. Estava cheio de espaços verdejantes, uma queda de água impressionante, rios a ladearem a montanha e uma pequena casa feita de pedra rodeada por um fosso de água com uma só ponte de passagem. Era uma espécie de Castelo do Paraíso. O rapaz maravilhado entrou lá dentro. Fascinante! Estátuas feitas de ouro e ferro, uma sala principal com uma mesa de flanela vermelha, umas escadas lindas e negras, um telhado reluzente por dentro e muito mais. Depois o rapaz subiu ao topo da sua casa, ou seja, o terraço, e o que viu?! Toda a ilha à sua frente. Todo o verde das florestas e dos montes, o azul transparente dos rios, as praias de areia branca e o mar lindo e brilhante. Aí lembrou-se do seu amigo crocodilo, porque a forma da ilha era a forma do crocodilo. Assim o rapaz se transformou no Rapaz de Timor.

Francisco Alvim, 5º E


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe