Mãos à Escrita
Jornal do Agrupamento Professor João de Meira
Pesquisa

Estou na Lua
Por Manuela Ribeiro (Professora), em 2016/06/01640 leram | 0 comentários | 89 gostam
Este poema, cheio de imaginação e fantasia, foi elaborado pelo aluno Tiago Ferreira, do 6º ano turma D.
Estou na Lua

Estou na Lua
Distraído a pensar
Entro num foguetão
E ponho-me a brincar.

Vou para a praia,
Estou com frio
Atirei-me à água
E apareci num rio.

Transformei-me num peixe
Estou a nadar
Saí do rio
E fiquei sem ar
Estou sem ar
Fui para o deserto
Vou morrer
Isso é certo!

Apareci no Irão
Estava morto,
Mas a minha imaginação
Virou-se para o torto
Naquele momento
Eu era areia
Quando apareci
Transformei-me numa baleia.

Só havia terroristas
Todos a disparar
Apareci no paraíso
E pus-me a cantar.

Caí das nuvens
Fui para um avião
Despenhei-me nos Alpes
Estou morto ou não?
A sorte dos passageiros
É que eram anjinhos
Saí do avião
E todos eram pequeninos.

Eu sou gigante
Tenho o poder de esmagar
Agora o que aconteceu
Vocês nem vão acreditar!
Na verdade ninguém era pequenino
Eu é que estava a olhar
Para um bichinho.

Eles eram grandes
E eu pequeno
Uma pessoa a caminhar
E eu ali em pleno
Ela ia-me calcar
Na minha imaginação
Deixei de imaginar
Foi a única solução!

Tiago Ferreira, 6º D


Comentários

Escreva o seu Comentário